terça-feira, 21 de julho de 2009

Ferrovia Norte - Sul

Projeto Básico

Trata-se de concessão outorgada à VALEC – Engenharia, Construções e Ferrovias S.A. visando fortalecer a infra-estrutura de transportes necessária ao escoamento da produção agropecuária e agro-industrial do cerrado setentrional brasileiro, que envolve o oeste da Bahia, sudoeste do Piauí, sul do Maranhão, o Estado do Tocantins e parte de Goiás.

Características Físicas

Bitola do Ramal Norte: 1,60 m
Bitola do Ramal Sul: 1,00 m
Ferrovias Projetadas

Ramal Norte: O traçado parte da região de Colinas do Tocantins (TO) e vai até a Estrada de Ferro Carajás, em Açailândia (MA), com extensão de 461 km; e

Ramal Sul: Partindo da região de Porangatu (GO), interliga-se ao sistema ferroviário existente em Senador Canedo (GO), com extensão de 502 km.

Situação do Empreendimento

Trecho Açailândia (MA) – Imperatriz (MA), com 95 km de extensão, está concluído e em operação regular para cargas e passageiros, mediante convênio com a Estrada de Ferro Carajás.

O trecho Imperatriz – Estreito (MA), com extensão de 120 km, encontra-se em construção e, por insuficiência de recursos, não foi concluído em 1998.

Custos Previstos

Ramal Norte: Trecho Imperatriz – Colinas do Tocantins: R$ 336 milhões.

Ramal Sul: R$ 508 milhões.

link

http://www.transportes.gov.br/bit/ferro/fns/plfernorsul.htm

Um comentário:

Eval disse...

...nós estamos em 2010, e os dados aqui, ainda são da década de 1990. Sem comentários.