quinta-feira, 19 de fevereiro de 2009

A memóra da RFFSA no Rio de Janeiro e em Minas Gerais

















Texto e imagens extraídos do site:




Trem de passageiros de luxo operado pela Central e mais tarde pela Rede Ferroviária Federal, entre 1950 e 1990, ligando a estação de Dom Pedro II, no Rio de Janeiro e a de Belo Horizonte, com algumas interrupções nos anos 1970 até parar por 4 anos, entre 1976 e 1980, quando retornou por dez anos, deixando de circular em março de 1990.

Percurso: Rio de Janeiro - Belo Horizonte, via linha do Centro até Joaquim Murtinho e depois pela Linha do Paraopeba até a capital mineira.Origem da linha: A linha do Centro foi aberta pela E. F. Dom Pedro II (Central do Brasil, a partir de 1890), entre 1858 e 1910, até Joaquim Murtinho; a linha do Paraopeba foi aberta entre os anos de 1914 e 1918. Nos anos seguintes, algumas variantes alteraram o curso da linha do Centro em pontos diferentes; a maior delas entre Barbacena e Carandaí.

Comentários: O trem Vera Cruz trafegou pela primeira vez em 29 de março de 1950. Foi ele o primeiro trem de extremo luxo a atender Belo Horizonte, uma cidade acostumada a trens de madeira e locomotivas a vapor. Puxado por uma locomotiva Diesel, geralmente uma "Escandalosa" (ou V-8, para os paulistas) no trecho eletrificado entre o Rio e Barra do Piraí, a partir desta cidade passava a ser puxado por uma diesel-elétrica Alco RS-1.

Saiba mais


Um comentário:

Luís Fernando disse...

O Governo Federal e Estadual , juntamente com o Ministério dos Transportes , deveriam OBRIGAR (mesmo com a PRIVATIZAÇÃO da R.F.F.S/A) que os Consórcios formados como a MRS Logística à manter os serviços dos trens de passageiros ao menos na freqüência de uma ou duas vezes pôr semana como era no caso do Vera Cruz (Rio / B. HZTE.) no período de 1980 / 1990 .

Luís Fernando Marini Cardoso .
lfmarinic@yahoo.com.br