quarta-feira, 3 de junho de 2009

A INDIGNAÇÃO DE QUEM TRABALHOU NOS TRENS DE PASSAGEIROS DE LONGA DISTÂNCIA

O TREM SANTA CRUZ



Trem de passageiros de luxo operado pela Central
e mais tarde pela Rede Ferroviária Federal, entre
1950 e 1990, ligando a estação de Dom Pedro II,
no Rio de Janeiro e a de Belo Horizonte, com
algumas interrupções nos anos 1970 até parar por
4 anos, entre 1976 e 1980, quando retornou por
dez anos, deixando de circular em março de 1990.

lEIA MAIS

O TREM VERA CRUZ



SÃO PAULO - Antes do Great Brazil Express, uma outra rota alimentou gerações de apaixonados por viagens com algum conforto sobre trilhos. Apesar de não ser exclusivo para turistas e servir a viajantes em geral, o antigo trem Santa Cruz começou a circular no trecho Rio-São Paulo em março de 1950. Equipado com o que havia de mais moderno no mundo para o transporte de passageiros, tinha capacidade para 240 pessoas, e o percurso levava nove horas.

LEIA MAIS

Amigos,

Gostaria de compartilhar com todos vocês alguns sentimentos de indignação de pessoas que trabalharam, de fato, nos trens de passageiros brasileiros.

Isso só vem confirmar que estamos no trilho certo: houve inúmeros interesses para que esse transporte de passageiros fosse dizimado no Brasil?
Seriam os interesses da indústria automobilística???


[CAMINHOS DE FERRO] Novo comentário em TRENS DE PASSAGEIROS DO BRASIL.

De:Anônimo Para:saulocesar@uol.com.br Assunto:[CAMINHOS DE FERRO] Novo comentário em TRENS DE PASSAGEIROS DO BRASIL. Data:01/06/2009 17:03
Anônimo deixou um novo comentário sobre a sua postagem "TRENS DE PASSAGEIROS DO BRASIL":

trabalhei nos trens vera cruz e santa cruz,durante 10 anos, os quais foram dizimados pela ganancia dos empresarios do setor rodoviario, agora vivemos em um país de dimensoes continental que nao se locomove, pois o que move qualquer outro pais sao os trens.

Um comentário:

Gilberto disse...

LAMENTÁVEL QUE UM PAIS DE TAMANHO CONTINENTAL COMO O BRASIL O TREM SEJA RENEGADO AO ABANDONO SÓ SE DA VALOR AS RODOVIAS CADA VEZ DESMATANDO MAIS SE JÁ EXISTIA AS LINHAS DAS ESTRADAS DE FERRO ONDE ERA SÓ MELHORAR